A segunda compra


Enquanto Kleto andava pelas ruas da cidade, teve tempo para  pensar em muitas coisas que gostaria de fazer com o dinheiro que achou. Se desse, poderia ficar rico e comprar muitos brinquedos como bicicleta, videogame, tênis, além de, é claro, ajudar seus pais. Ao passar por uma banca de revistas, Kleto entrou e interessou-se por um álbum de figurinhas. Mostrou ao dono da banca uma nota de dinheiro e perguntou se dava para comprar. Ele disse que sim e que deveria levar alguns pacotes de figurinhas também. Kleto concordou e ainda recebeu troco. Ele estava muito feliz.

One thought on “A segunda compra

  1. Se lá, no capítulo primeiro, trabalharmos o resgate das brincadeiras antigas, o paralelo com as atuais pode ser ilustrado neste capítulo com as técnologias de brinquedos que surgem cotidianamente. Também penso na montagem de um painel, construido através de uma pesquisa realizada na turma sobre quais os brinquedos preferidos de cada estudante. Lançar o desafio de recriarem o brinquedo através de sucatas (ARTES), promovendo uma exposição que terá também a escrita de cada estudante sobre o brinquedo favorito, neste espaço poderão extravasar nas produções textuais com poesias, crônicas, sonetos, paródias…
    Até mais adiante…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s